Bernardo Guimarães

Bernardo Guimarães

Bernardo Guimarães

Bernardo Joaquim da Silva Guimarães (Ouro Preto, 15 de agosto de 1825 — Ouro Preto, 10 de março de 1884) foi um romancista e poeta brasileiro, conhecido pelo romance A Escrava Isaura, sendo o patrono da Cadeira nº 5 da Academia Brasileira de Letras.

Biografia

Filho de João Joaquim da Silva Guimarães, também poeta, e de Constança Beatriz de Oliveira Guimarães. Casou-se com Teresa Maria Gomes de Lima Guimarães, e tiveram oito filhos: João Nabor (1868-1873), Horácio (1870-1959), Constança (1871-1888), Isabel (1873-1915), Affonso (1876-1955), também escritor, autor de Os Borrachos e Ossa Mea, sob o nome de Silva Guimarães, José (1882-1919), Bernardo (1832-1955) e Pedro (1884-1948).
Formou-se na 20ª turma da Faculdade de Direito de São Paulo, em 1851, colando grau em 15 de março de 1852, e nesta cidade tornou-se amigo dos poetas Álvares de Azevedo (1831-1852) e Aureliano Lessa (1828-1861). Os três e outros estudantes fundaram a Sociedade Epicureia.

Obras

  • Busto de Bernardo Guimarães, na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.
  • Cantos da Solidão (poesia – 1852)
  • Inspirações da Tarde (poesia – 1858)
  • O Ermitão de Muquém (escrito em 1858 e publicado em 1869)
  • A Voz do Pajé (drama – 1860)
  • Poesias Diversas (1865)
  • Evocações (1865)
  • Poesias (volume que reúne as quatro obras de versos anteriores publicadas e mais o poema A Baia de Botafogo – 1865)
  • Lendas e Romances (contos – 1871): Uma História de Quilombolas, A Garganta do Inferno, A Dança dos ossos
  • O Garimpeiro (romance – 1872)
  • História e Tradições da Província de Minas Gerais (crônicas e novelas – 1872: A Cabeça do Tiradentes, A filha do fazendeiro, Jupira)
  • O Seminarista (romance – 1872)
  • O Índio Afonso (romance – 1872)
  • A Escrava Isaura (romance – 1875)
  • Novas Poesias (coletânea de versos -1876)
  • Maurício ou Os Paulistas em São João del-Rei (romance – 1877)
  • A Ilha Maldita ou A Filha das Ondas (romance – 1879)
  • O Pão de Ouro (conto – 1879)
  • Folhas de Outono (coletânea de versos – 1883)
  • Rozaura, a Enjeitada (romance – 1883)
  • O Bandido do Rio das Mortes (romance terminado em 1905 por Teresa Guimarães, mulher do autor).

Contos alguns populares:

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bernardo_Guimar%C3%A3es