Não queiras, Lídia, edificar no spaço, Poema de Ricardo Reis (Fernando Pessoa)

0Shares

Não queiras, Lídia, edificar no spaço

Não queiras, Lídia, edificar no spaço
Que figuras futuro, ou prometer-te
Amanhã. Cumpre-te hoje, não sperando.
Tu mesma és tua vida.
Não te destines, que não és futura.
Quem sabe se, entre a taça que esvazias,
E ela de novo enchida, não te a sorte
Interpõe o abismo?

Texto publicado por Fernando Pessoa na primeira edição da revista Athena, outubro de 1924, p. 19-24.

   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.