O que estudar para prova de ciências humanas do Enem?

4Shares

 

O caderno de Ciências Humanas e suas tecnologias é um dos 4 cadernos que compõe o Enem. Serão 45 questões que vão cobrar conhecimentos sobre geografia, história, filosofia e sociologia.

O Enem não cobra decoreba, mas vai cobrar interpretar e identificar conceitos. Raramente fará perguntas diretas sobre datas, locais ou nomes, preferindo abordar questões sobre origens, características e consequências de fenômenos humanos.

     

Vamos separar esse artigo em quatro, cada qual abordando uma disciplina especifica que será cobrada nesse caderno.

 

História do Brasil

A maioria das questões de história será sobre o Brasil, principalmente após o Segundo Reinado.

Estude movimentos abolicionistas, a crise do escravismo e a abolição da escravatura. Revise tópicos sobre a economia cafeeira, movimentos migratórios de europeus que vieram trabalhar nas lavouras e nos cafezais e, claro, a Independência do Brasil.

Isso não quer dizer que não caem questões anteriores ao Golpe da Maioridade. Estude a conquista do Brasil, sistema de capitanias hereditárias, bandeirantes e até a Invasão Holandesa.

Também despencam questões sobre cidadania. Estude a conquista do voto e Estado Novo. Na dúvida, revise tudo sobre a Era Vargas e política do Café com Leite.

O Regime Militar também é um tema muito abordado. Revise tudo sobre o período JK, AI-1, AI-2 e AI-5 e leia com atenção tópicos sobre o Milagre Econômico Brasileiro e a Nova República.

 

História Geral

As questões sobre história geral são menos numerosas do que a história do Brasil, mas mesmo assim caem bastante.
É pouco comum cair perguntas sobre o período pré-histórico. Mesmo assim, não deixe de ver a migração pelo Estreito de Bering, período Paleolítico e o Neolítico.

Estude bem a Antiguidade Clássica (tanto Grécia quanto Roma) focando em seus sistemas políticos e como se relacionam com o período atual.

Sempre há espaço no Enem para questões sobre a Primeira e Segunda Guerras Mundiais. Estude também sobre o Nazismo, Fascismo, período entre guerras e a Guerra Fria.

Além disso, o Enem adora cobrar questões sobre Neocolonialismo (Imperialismo) e relacioná-las ao processo de domínio de colônias na África e Ásia. Estudar o darwinismo social é uma boa dica aqui.

 

Geografia

Nas questões sobre Geografia, novamente, o Enem gosta de abordar mais assuntos nacionais do que internacionais. Mesmo assim esteja atento à Globalização e ao capitalismo internacional.

Dê atenção especial à geografia física do Brasil, como vegetação, relevo, clima, recursos hidrográficos e solo. Aproveite e dê uma revisada sobre Agropecuária e processos de urbanização.

Questões ambientais simplesmente despencam no Enem. Estude sobre mudanças climáticas, efeito estufa, ilhas de calor, destruição da camada de ozônio, chuva ácida e a Amazônia.

Política Econômica, geopolítica modelos econômicos, socialismo, capitalismo e revolução industrial são temas multidisciplinares recorrentes.

Também faz bem olhar o mapa-múndi, lembrando-se de revisar as diferenças entre hemisfério norte e sul, linha do equador e meridianos.

 

Filosofia

O Enem adora cobrar questões sobre ética, moral, senso comum, formação do indivíduo e contrato social. Dê uma revisada em John Locke, Thomas Hobbes e Jean-Jacques Rousseau.

Também caem questões sobre filosofia clássica. O Enem ama Platão e Aristóteles, principalmente em questões sobre política e ética.

Não se esqueça também de revisar temas da Filosofia Moderna como Renascimento, Iluminismo Francês e Empirismo Britânico, além das escolas contemporâneas, como a Escola de Frankfurt.

 

Sociologia

Você vai precisar saber das principais teorias sociológicas. Leia Max Weber, Karl Marx e Émile Durkheim, além de questões sobre Cultura, Trabalho e Contratos Sociais.

O Enem também adora questões sobre Diversidade Cultural, cultura indígena e africana e como essas influenciaram o nosso comportamento atual, além de conhecer os principais movimentos populares.

As questões de sociologia também cobram conhecimentos sobre Poder, Estado e Política, conceitos sobre cidadania, os direitos civis, políticos, sociais e – principalmente – direitos humanos.

Por último, também é cobrado na prova sobre o processo de industrialização e formação do capitalismo na Europa e suas consequências para o mundo. Fique atento aos modelos de produção e divisão social do trabalho.

 

Estratégias para o caderno de Ciências Humanas

O caderno de Ciências Humanas é aplicado no primeiro dia de Enem, junto com o de Linguagens e Códigos e assim como esse, requer uma grande carga de leitura e interpretação.

Você terá 5 horas e meia para fazer 90 questões (45 de Linguagens e Códigos e 45 de Ciências Humanas), além da redação. Se separar 1 hora para a redação e meia hora para passar o gabarito e a folha de redação a limpo, te sobrará 2 horas para cada caderno. Concentre-se nesse tempo.

Se você se dá melhor com Linguagens e Códigos, comece por lá.

Além disso, aprimore sua capacidade de interpretar gráficos, infográficos e tabelas. Elas despencam no Enem. Se você não souber interpretá-los, seu desempenho no caderno de Ciências Humanas com certeza estará comprometido. Portanto, treine a habilidade de interpretar e extrair informações desses recursos.

O grande segredo para se sair bem no caderno de Ciências Humanas é estar antenado com as atualidades. Leia jornais de renome, abrindo mão de sites com conteúdos menos confiáveis. Alguns jornais no domingo acompanham um caderno com o resumo das notícias da semana. Assistir documentários também é uma boa. Estar antenado com as notícias é a melhor forma de se dar bem no caderno de Ciências Humanas.

 

4Shares
   

Deixe um comentário