5 Técnicas que Ajudam na Memorização de Conteúdos

8Shares

 

O tempo de estudo para as provas de concursos é longo, levando meses ou até mesmo anos de preparação. Então, para se lembrar das matérias, você precisará dispor de métodos para organizar-se e fixar as temáticas.

É normal que você não consiga se lembrar de tudo e precise de técnicas para memorização de conteúdos. Isto porque um cérebro humano funciona fixando e excluindo informações. Se um dado não costuma ser bastante exercitado, ele dificilmente será mantido.

     

Nesta publicação, selecionei alguns recursos para ajudá-lo a memorizar as matérias estudadas. Se você está em busca de dicas, este é o lugar certo.

 

O segredo para a memorização de conteúdos

Para quem deseja aprender as melhores técnicas de memorização de conteúdos, saiba que o segredo é, primeiramente, identificar como você absorve conteúdo.

Existem diversos métodos que funcionam, mas cada um tem um jeito pessoal de aprender. Uma amiga que é professora sempre conta de uma aluna que por mais que estudasse por meio de resumos escritos, não obtinha boas notas. Um dia, ao dar uma olhada em seu caderno, notou diversos desenhos e resolveu testar recursos visuais de memorização com a estudante. E voilà: bons resultados começaram a acontecer.

Isto não quer dizer que resumos escritos são ruins e esquemas são perfeitos: depende de cada um. Volte ao seu tempo de escola e faculdade e pergunte-se quais métodos de aprendizagem eram eficientes para você: ler livros, fazer fichamentos, criar mapas conceituais, escutar…

A partir da identificação desta característica, você poderá decidir qual técnica de memorização de conteúdos funciona no seu caso.

Aqui, vamos apresentar cinco exemplos de recursos, alguns para quem se dá bem com a escrita em si e outros para os mais visuais e lúdicos. Você pode ver quais se aproximam da sua realidade e também estar aberto para testar coisas novas.

 

     1) Resumo, fichamentos e notas

Esta é a dica tradicional, que aprendemos desde a escola. Os resumos, fichamentos e notas são recursos para aqueles que a escrita é a melhor forma de memorização de conteúdos. Depois de ler um texto sobre um assunto e ter sublinhado as ideias mais importantes, você irá escolher algum destes três recursos para fazer uma memorização escrita.

Primeiro, uma definição de cada um destes termos:

-Resumo: em uma folha, você vai escrever, com suas palavras, as ideias que você achar mais importantes do texto.

– Fichamento: eu diria que é um resumo mais elaborado e técnico. Ele costuma ser pequeno (tenha em mente o tamanho de uma ficha) e contém palavras-chave e síntese dos conceitos apresentados no texto.

– Notas: são os post-its, aqueles papeizinhos para lembrete e que são autocolantes. Até mesmo pelo seu tamanho, eles são recursos para fixar fórmulas, frases curtas, conceitos e associações que sejam criadas para melhorar a memorização de um conteúdo. Depois que escrever algo, cole este papel em algum lugar que você passe algum tempo nele no dia-a-dia, como as paredes perto do espelho do banheiro, de uma escrivaninha, na geladeira, dentre outros.

É muito importante que neste processo você crie abreviações para não perder tempo escrevendo muito.

 

     2) O mapa mental
O mapa mental é uma técnica indicada para aqueles que são mais visuais. Ele é uma espécie de resumo em forma de fluxuograma.

A partir do conceito chave apresentado por um texto você irá montar um esquema que mostre como outras ideias são desencadeadas durante o texto, parecendo ao final uma espécie de árvore genealógica.

Você pode desenvolver esta técnica de memorização de conteúdos a mão ou utilizar ferramentas online para tal. Fica ao seu critério!

 

     3) Criação de símbolos
Ideia de memorização de conteúdos para os que são mais lúdicos. Assim como o exemplo dado por uma professora, há pessoas que absorvem melhor através de recursos mais dinâmicos.

Uma dica para eles é criar símbolos ou associações pessoais para se lembrar de explicações sobre determinado assunto.

Por exemplo: ao estudarmos classes de palavras em Língua Portuguesa, aprendemos que os verbos são obrigatórios e os advérbios são termos acessórios de orações. Para nos lembrarmos deles, podemos associá-los com as figuras de uma roupa e um colar ou bracelete. Aí, lembramos que como os acessórios pessoais, não precisamos obrigatoriamente sair com um deles na rua. Já as roupas são obrigatórias, assim como os verbos.

 

     4) Áudios – resumos e explicações
Outra técnica é a criação de áudios. Você já deve ter escutado de professores que a gente só aprende algo de verdade quando temos que explicar isto para outra pessoa.

Indicado também para os mais lúdicos é a gravação de áudios onde você deve tentar explicar um assunto para outra pessoa, testando a sua memorização de conteúdos. É neste momento que você conseguirá detectar quais são os aspectos que você não lembra e precisa melhorar.

 

     5) Exercícios em sequência
Esta última técnica une as ações de memorização, revisão e é bem simples. Um erro comum que cometemos é fazer um cronograma, distribuindo as disciplinas a serem estudadas e separando um assunto para cada dia de estudo. O problema é que raramente vamos conseguir realizar a memorização de um conteúdo estudando-o apenas uma vez. Assim, sugerimos um sistema de revisão e estudo para cada disciplina.

Mais uma vez, eu vou utilizar como exemplo as classes de palavras. Vamos supor que no primeiro dia você estudará substantivos e artigos. No segundo dia, ao invés de você ir diretamente para outro assunto, você irá fazer uma revisada de substantivos e artigos antes de começar o próximo ponto, que é adjetivos e pronomes. Em um terceiro dia, você irá revisar o conteúdo dos dois dias anteriores para assim começar os temas do terceiro dia de estudo, sobre verbos. No quarto dia, espera-se que você dê uma olhada nos adjetivos, pronomes e verbos, ou seja, os assuntos dos últimos dois dias.

A ideia é que você sempre revise o conteúdo dos dois últimos dias de estudos antes de começar um totalmente novo.

Claro que esta dica é recomendada, principalmente, para aqueles que começam a estudar com antecedência.

Bons estudos!

 

Veja também

Técnicas de Memorização Completo – Áudio e Apostila para Download

 

8Shares
   

Deixe um comentário