Como a Procrastinação pode Sabotar o Futuro do Concurseiro

Gostou? Ajude o Blog compartilhando esse artigo.

 

Nós brasileiros temos a fama de deixar tudo para a última hora: todo ano há reportagens de pessoas que deixam para fazer o imposto de renda na data limite ou que vão comprar os presentes de natal dia 24 de dezembro.

Existe um nome para este comportamento: procrastinação.

Além de motivos para piadas, ela pode ser um empecilho na vida do concurseiro, impedindo que ele consiga alcançar seu maior objetivo.

Neste post, vou tratar seriamente do assunto, explicando como a procrastinação funciona e dando sugestões para que você consiga se livrar dela.

Não deixe para depois e comece a ler agora!

O que é a procrastinação?

Pegando os exemplos dados na introdução, por que você acha que nós deixamos para fazer o imposto de renda nos últimos dias ou as compras de natal na véspera?

Provavelmente só de pensar nestas situações você imagina uma pilha de papéis para revisar e shoppings lotados, com filas gigantes.

Pois é, estas não são situações prazerosas. Assim, podemos definir a procrastinação como o adiamento de atividades importantes, mas que não são agradáveis. O indivíduo até possui um tempo razoável para desempenhá-las, mas vai apenas fazê-la quando o prazo limite chegar.

E quando este momento chega, esta pessoa sofre, pois poderia ter feito a tarefa com mais calma e melhor. Ela também se culpa por ter gastado tempo fazendo atividades menos importantes, como ver uma série e entrar nas redes sociais. Em suma, procrastinar é uma maneira de se auto-sabotar, pois as chances de algo dar errado são grandes.

O perigo da procrastinação para concurseiros

Como expliquei, a procrastinação é o comportamento que adia tarefas importantes por um longo prazo, deixando para fazer tudo na última hora. Assim, a procrastinação é uma grande inimiga dos concurseiros.
Isto porque nós sabemos que a preparação para concursos demanda antecedência e planejamento. Por isso, se você não tiver disciplina para cumprir o cronograma de estudos, serão poucas as chances de ter um bom desempenho na hora da prova.

Dicas para se livrar da procrastinação

Eu divido a preparação de um bom concurseiro em duas partes complementares: a de estudos e a mental-corporal.
A primeira tem a ver com a rotina de estudos: com quanto tempo de antecedência ele começa a estudar para a prova, qual é a sua rotina de estudos, que tipo de material e técnicas utiliza, qual é o conhecimento que ele tem sobre determinado assunto, etc.

Já a segunda nada tem a ver sobre o seu conhecimento em geometria ou álgebra. Ela significa a forma como você vive: qual é o seu ritmo de vida, como se comporta, qual é a sua dieta alimentar, dentre outros aspectos mais pessoais.

Costumo pensar que a procrastinação é da ordem do mental-corporal. Isto porque ela não acontece apenas com os estudos, mas também em outros aspectos da vida. Por isso, o concurseiro deve identificar que tipos de situações fazem com que ele tenha vontade de procrastina e analisar as suas origens.

Agora, algumas dicas que tenho para que você consiga superar este comportamento.

Pensando a longo prazo

O problema de quem procrastina é ceder a atividades prazerosas no momento em que devia estar realizando as suas obrigações.

No momento em que a tentação de assistir a um filme for maior que a vontade de estudar, procure focar nas atividades mais importantes e imaginar o que você deseja para sua vida no futuro. Mentalize os planos a longo prazo e entenda que a sua realização está condicionada a um trabalho árduo desde agora.

Uma maneira de colocar isto em prática é transformar os seus hábitos. Que tal planejar realizar uma atividade e se dar como recompensa ver um vídeo no Youtube depois? Ou só ir dormir depois que realizá-la?

Elaborar um cronograma real

É muito importante que você faça um cronograma de estudos que permita que você tenha uma vida social e saudável.

Você deve levar em mente o equilíbrio de conseguir conciliar algumas horas de estudo por dia, o expediente de um eventual trabalho que você exerça e um momento de relaxamento, mesmo que este signifique oito horas de sono.
O ser humano não é uma máquina que consegue trabalhar 24 horas por dia.

Além disso, imprevistos acontecem: geralmente os cronogramas não levam em conta uma gripe que pode te deixar de cama por dias ou uma discussão ou problema que deixa você para baixo e diminui seu rendimento. Estes exemplos que dei são absolutamente normais e compreensíveis, pois fazem parte do dia-a-dia de qualquer um.

Assim, monte um cronograma que não seja sufocante. Coloque no papel as 24 horas do dia e indique os momentos em que você tem atividades fixas, como trabalho. Depois, some quantas horas livres possui e como pode preenchê-las com horas de estudo.

Por isso, estudar com antecedência é o melhor caminho para conseguir estudar com calma e sem estresse.

Tratando a saúde mental

Acredito que ninguém seja procrastinador por opção. Este comportamento ocorre por conta de estresse, ansiedade e outros transtornos de origem psíquica.

Mais uma vez, eles são absolutamente normais, pois são frutos da forma como nossa sociedade vive, sempre rápida, exigente e nem sempre humana. Além disso, é preciso falar que o Brasil é o país número um do ranking de vítimas de transtornos mentais como os que eu mencionei. Ou seja, se você não sofre de estresse é algo bem esquisito!

Piadas a parte, é preciso mudar certos hábitos para ter um estilo de vida melhor e uma mente mais saudável. Você pode:

– Desacelerar a sua rotina o máximo que puder;
– Evitar passar muito tempo nas redes sociais;
– Evitar pensamentos negativos;
– Meditar antes de dormir;
– Viver um dia de cada vez;
– Ser mais compreensível com você mesmo sobre seus erros, etc.

Estas ações não vão acabar totalmente com seus problemas, mas melhorarão em muito a sua qualidade de vida.

Fazendo o que gosta

A diversão faz parte da vida do ser humano: ele precisa de momentos para relaxar e recobrar as energias. Por isso, é interessante que você separe algum tempo da sua rotina para o entretenimento.

A procrastinação acontece quando comparamos a complexidade das obrigações e o prazer da diversão. É óbvio que se você puder fazer uma escolha no agora, você irá optar pelo segundo.

Mas e se você já deixar na sua rotina um tempo para a diversão? Assim, você não precisará fazer escolhas, porque cada atividade tem o seu tempo definido.

E você pode utilizar este momento de relaxamento com qualquer coisa: atividade física, filmes, vídeo-game, etc.
E neste tópico, o ócio é muito bem vindo. Que tal deixar um tempo por semana para apenas relaxar, mesmo que seja não fazendo nada?

Utilizando a tecnologia ao seu favor

Hoje existem alguns aplicativos que podem te ajudar a modificar seus hábitos e evitar a procrastinação. Selecionei três sugestões:

Querida ansiedade: é um aplicativo que traz dicas e exercícios práticos para que você controle a ansiedade. Este comportamento impede que muitas vezes a gente consiga fazer uma tarefa no presente por causa de medos e estresses do dia-a-dia.

Criado por uma psicóloga, ele explica como a ansiedade funciona e o que fazer para que ela não atrapalhe a sua vida.

Desafio trinta dias: este aplicativo serve como um lembrete de todas as atividades que você deve fazer em um determinado período. O interessante é que ele envia mensagens para que você se lembre da tarefa e acompanhe o seu desempenho. É uma maneira visual de você controlar a sua rotina de estudos.

Team Pomodoro: O método pomodoro é um clássico contra a procrastinação. A ideia é que você desenvolva uma obrigação por meia hora e tenha alguns minutos de descanso em seguida. Depois, você volta a fazê-la e assim por diante.

É uma boa técnica porque equilibra os dois componentes que criam a procrastinação: o dever e o descanso.

Por outro lado, é também necessário saber o momento de desligar-se do mundo online. Que tal deixá-lo em modo avião enquanto assiste a uma vídeo-aula?

Esperamos que você tenha gostado das dicas e comece implementando as mudanças agora. Procure identificar o que te faz procrastinar e corrija este hábito enquanto há tempo. Boa sorte e bons estudos.

 

Gostou? Ajude o Blog compartilhando esse artigo.