Enem: o que estudar para Ciências da Natureza?

Gostou? Ajude o Blog compartilhando esse artigo.

 

O caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias é um dos 4 cadernos que compõe o Enem. A partir de 2017 é aplicado no segundo dia, junto com o caderno de Matemática e é composto de 45 questões que abordam física, química e biologia.

Conhecido como um dos mais abrangentes conteúdos do Enem, vamos ver o que precisamos estudar prioritariamente para você se dar bem no exame desse ano.

 

O que cai no caderno de Ciências da Natureza?

O caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias tem uma peculiaridade única: as 45 questões são divididas proporcionalmente entre química, física, biologia e multidisciplinares. Assim, espere encontrar mais ou menos 15 questões de cada uma das disciplinas.

Além disso, cada grupo possui pelo menos duas questões multidisciplinares, ou seja, que aborda mais de uma disciplina por vez. Não é incomum encontrar uma questão de química e física ou biologia e química.

 

Biologia

Em biologia, prepare-se para responder muitas questões sobre ecologia. Mas muitas mesmo, isso despenca, principalmente nas multidisciplinares. Além disso, ecologia é muito ligado com atualidades, portanto se estiver na mídia existe uma grande chance de também estar no Enem.

Revise sustentabilidade, reciclagem, sucessão ecológica e distúrbios ambientais. Esse é um tema amplo e normalmente abrange novas tecnologias. Portanto fique de olho em notícias, principalmente em revistas de curiosidades científicas.

Também é alta a carga sobre saúde. Entenda as principais doenças da atualidade, como dengue, zica e chikungunya. Revise temas sobre drogas.

É uma tradição ter ao menos duas questões sobre genética e evolução, sendo que uma envolva doenças hereditárias, portanto se estudar esse tema, pelo menos duas questões estarão garantidas.

Outros temas clássicos como compostos orgânicos, citologia, anatomia e fisiologia sempre estão presentes.

 

Física

Prepare-se para estudar e decorar algumas equações. Os principais temas que sempre caem são ondas, mecânica, elétrica e ótica.

Tradicionalmente caem algumas questões sobre mecânica clássica. Algumas delas são bem conceituais e não precisa fazer conta alguma, outras precisam utilizar fórmulas consagradas. Portanto, revise tanto o conceito quanto as equações.

Estude também sobre energia, trabalho e transformação de energia.

Também é tradição que o Enem tenha pelo menos uma ou duas questões sobre circuitos elétricos. Uma dessas geralmente é fácil e a outra depende de compreender cálculos sobre tensão e resistência.

Outros temas recorrentes são ondulatória e eletromagnetismo. Vale a pena revisar ambos.

Por último, revise notação científica e leitura de gráficos. Muitas questões dependem desse conhecimento básico.

 

Química

Para encarar as questões de química, estude química orgânica e inorgânica, eletroquímica e química ambiental. Inclusive química orgânica é um tema que geralmente pede questões multidisciplinares com biologia.

Estude cálculo estequiométrico e equilíbrio químico, porque esses assuntos despencam.

Radioatividade também tornou-se um tema recorrente, assim como soluções e ligações iônicas.

É uma tradição despencar questões sobre ligações químicas e reações químicas entre produtos que encontramos em nosso dia a dia. É importante saber ao menos o básico sobre tudo o que está ao nosso redor, principalmente alimentos e produtos de limpeza.

Tradicionalmente também cai pelo menos uma questão relacionada ao Mol. Estudá-lo pode garantir uma questão extra para você.

 

Estratégias para o caderno de Ciências da Natureza

A primeira coisa a se saber é que o caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias é dado junto com o caderno de Matemática e suas Tecnologias no segundo dia de prova. Isso significa que a carga de cálculos que fará será enorme, portanto organize seu tempo.

Se você se dá melhor com matemática, pule esse caderno e resolva as questões de matemática primeiro, depois volte e tente dar o melhor de você.

Há também uma dica simples. Se você se dá melhor com biologia, física ou química, comece a ler os enunciados e identifique a qual disciplina a questão pertence e pule aquelas que você tem maior dificuldade para retornar depois.

O Enem costuma contextualizar as questões conforme o momento atual, portanto as questões normalmente abordam questões polêmicas ou que estiveram em destaque nas notícias do ano ou anos imediatamente anteriores. Portanto, estude atualidades.

O Enem não gosta muito de decorebas, mas sim de saber se consegue aplicar os conhecimentos que estudou. No entanto, no caderno de Ciências da Natureza isso fica um pouco menos evidente.

A boa notícia é que em química, não precisa decorar a tabela periódica, mas é bom saber as características de cada grupo (gases nobres, metais, elementos radioativos, etc).

Como última dica, é bom saber que tipo de memória você é mais forte, se na visual ou na auditiva. Se você lembra-se melhor do que ouve, aposte nos mnemônicos, como a famosa fórmula do sorvete (S=S0+VT) ou Raio Forte Caiu Ontem Fazendo Grande Estrago (mnemônico da biologia para Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero e Espécie) ou ainda mosquITO teimOSO, te mATO te pICO, te mETO no vIDRICO (para decorar as nomenclaturas dos ácidos: ISO – OSO, ATO – ICO e ETO – IDRICO).

Já se você for bom com desenhos, pode ter inteligência visual. Nesse caso é uma boa dica decorar esquemas desenhados, e assim que pegar sua prova, desenhar os esquemas em algum canto da prova.

 

Gostou? Ajude o Blog compartilhando esse artigo.